Freud explica…

27 05 2014

Freud35.Crise-da-Psicanalisepor-Don-Punchatz.0.41

“A mesma fé que o Cristão possui nos ensinamentos de Cristo, os adeptos da Psicanálise possuem nos ensinamentos de Freud. (…) Confluência de fé dogmática e da arrogância de que nos revestimos, muitas vezes, por possuirmos o manto do saber acadêmico”.

Angerami, Augusto Valdemar. Psicologia e Religião.





Hitler não era um monstro

21 07 2013

“That’s a scary, scary thought. It has happened before, it will happen again, unless well-meaning people read things like this and realize that this wasn’t a monster, this was a man who was doing what he thought was right and had the power to do it.”

“Isso é assustador, um pensamento assustador. Isso aconteceu antes, isso vai acontecer novamente, a menos que pessoas bem intencionadas leiam coisas como essas e percebam que este não era um monstro, este era um homem que estava fazendo o que ele achava que era certo e tinha poder para fazê-lo.”

Jane Elliott no documentário “Olhos azuis”(Blue eyes), falando sobre Hitler.





Não fazer nada

21 07 2013

“People, the only thing necessary for perpetuation of evil for good people is to do nothing. And for the most part we white folks do nothing. So we can say “Well, we didn’t do it, we aren’t responsible”. As long as we do nothing, it is like giving our approval to those who are going to do the negative things. It is not enough to do nothing.”

“Gente, a única coisa necessária para a perpetuação do mal para pessoas boas é não fazer nada. E a maior parte de nós brancos não fazemos nada. Então nós podemos dizer “Bem, nós não fizemos aquilo, nós não somos responsáveis”. Enquanto nós não fizermos nada, é como se estivéssemos dando nossa aprovação para aqueles que estão fazendo coisas negativas. É suficiente não fazer nada.”

Jane Elliott no documentário “Olhos Azuis”(Blue eyes)





Amor sem templos

20 07 2013

“Irmãos, aqueles que continuam precisando de um templo para demonstrar seu amor a Deus, devem pouco a pouco ir construindo em seu interior o templo do amor, pois só ele permanecerá intacto. O exercício inicia com a caridade, com a humildade, com o perdão das ofensas. A besta do Apocalipse existe e está oculta em cada alma egoísta, avara e orgulhosa; somente o amor e a fé poderão dominá-la”.

Luiz Sérgio in “Mãos estendidas”.





Solução na prece

20 07 2013

“Amigo, você que hoje se encontra sozinho, oprimido, julgando-se infeliz e abandonado, sentindo vontade de morrer para fugir dos problemas, olhe à sua frente: verá sempre mãos estendidas, que somente você poderá enxergar. Espero que você não tome qualquer atitude sem antes procurar a solução na prece. Ela o apresentará a Jesus”.

Luiz Sérgio in “Mãos estendidas”





Rede vibratória

20 07 2013

“-As orações, seus nomes pronunciados em preces, vão formando uma rede vibratória e por mais que a entidade esteja com organizações umbralinas, ela é socorrida pelos abnegados lanceiros.

– Então, Josué, se um jovem suicida, todos os dias, for lembrado em prece, será socorrido onde estiver?

– Sim, as preces formam um elo e este elo dar-lhe-á condição de ser encaminhado para cá ou para outro local de socorro.”

Luiz Sérgio in “Mãos estendidas”.





Ciúme

20 07 2013

“Se temos medo de perder algo é porque ainda não temos certeza de o havermos conquistado. O ciúme é uma reção própria da ignorância”.

Luiz Sérgio in “Mãos estendidas”.