Às avessas

24 11 2009

 Não sei se é devaneio, ou algum tipo de disfunção hormonal, porém, quase sempre gosto dos “vilões” da literatura. Algumas vezes acho que o preconceito os tornam incompreendidos, afinal, como não se render ao irresistível charme de Mr. Darcy de “Orgulho e preconceito”, ao vingativo, porém irremediavelmente apaixonado Heathcliff de “O morro dos ventos uivantes “, ou até por Rhett Butler de “E o vento levou” que sabia como domar uma mulher e deixá-la sem fôlego? Isso apenas para citar os mais conhecidos, porque não só já cheguei a me apaixonar por personagens de livros((o que já por si só chega a ser surreal)), mas fui ainda além…o que é o caso de Samuel de “Clube dos Anjos” do Veríssimo…homossexual que usava de sua erudição para insultar e detinha uma curiosidade mórbida, a qual o fez esperar a morte de todas as pessoas amadas só para ver até onde seu inimigo iria. Enfim, os caras certos às avessas .