14 03 2017

“Esqueça de relacionamentos e aprenda a relacionar-se. Uma vez estando num relacionamento, você começa a tomar o outro como garantido. Isso é o que destrói todos os casos de amor. A mulher pensa que conhece o homem, o homem pensa que conhece a mulher. Ninguém conhece ninguém. É impossível conhecer o outro, o outro permanece um mistério. E ter o outro como certo é um insulto, um desrespeito.

Achar que você conhece a sua esposa é muito, muito desagradável. Como você pode conhecer a mulher? Como você pode conhecer o homem? Eles são processos, não coisas. A mulher que você conheceu ontem não está aí hoje. Tanta água já rolou no Ganges; ela é outra pessoa, totalmente diferente. Relacione-se outra vez, comece outra vez. Não tome a coisa como garantida.

E o homem com o qual você dormiu a noite passada, olhe outra vez, para o rosto dele de manhã; ele não é mais a mesma pessoa, tanta coisa mudou. Tanto, incalculavelmente tanto mudou. Essa é a diferença entre uma coisa e uma pessoa. Os móveis na sala são os mesmos. Mas o homem e a mulher, eles não são mais os mesmos. Explore outra vez, comece outra vez. Isso é o que eu quero dizer com relacionar-se.

Relacionar-se significa que você está sempre começando, está continuamente tentando tornar-se conhecido. Repetidamente você está se apresentando ao outro. Você está tentando ver as várias facetas da personalidade do outro. Você está tentando penetrar cada vez mais fundo no seu reino de sentimentos interiores, nos recessos profundos do seu ser. Você está tentado desvelar um mistério que não pode ser desvelado.”

Osho. “Relacionamento – amor e liberdade”

 

Anúncios