Eu próprio sou uma pergunta dirigida ao mundo

4 07 2013

“Quando eu morrer, minhas ações irão comigo, isso é o que eu imagino. Levarei comigo o que fiz. No entretempo, é importante garantir que não chegue ao fim com as mãos vazias.

A significação da minha existência tem uma pergunta que me é endereçada. Ou, ao contrário, eu próprio sou uma pergunta dirigida ao mundo, e devo comunicar a minha resposta, porque, de outra maneira, fico dependente da resposta do mundo”.

Jung, in “Memórias, sonhos e reflexões”.


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: