Outra frequência

25 11 2012

“Seria mais fácil…
Fazer como todo mundo faz
Caminho mais curto
Produto que vende mais…

Mas nós dançamos no silêncio
Choramos no carnaval
Não vemos graça nas gracinhas da tv
Morremos de rir no horário eleitoral…

Sabemos que não é bem assim…”

Humberto Gessinger, música “Outra frequência”

Anúncios




25 11 2012

“A busca irresponsável de interesses privados na esfera público-política é tão prejudicial ao bem público quanto a arrogante tentativa dos governos de regular a vida privada de seus cidadãos é prejudicial para a felicidade privada.”

Hannah Arendt, in “Public rigths and private interests”





Causa mortis: tédio.

25 11 2012
“Há uma ou duas décadas, o vazio que a classe a média principiava a sentir em ampla escala podia ainda ser considerado como “doença dos subúrbios”. O quadro mais nítido de uma vida vazia é o do homem suburbano, que se levanta à mesma hora todos os dias, toma o mesmo trem para trabalhar na cidade, executa as mesmas tarefas no escritório, almoça no mesmo restaurante, deixa diariamente a mesma gorjeta para o garçom, volta para no mesmo trem, tem dois-três filhos, cuida de um pequeno jardim, passa duas semanas de férias na praia todo verão, férias que ele não aprecia, vai à igreja no natal e na páscoa, levando assim uma existência rotineira, mecânica, ano após ano, até finalmente aposentar-se aos sessenta e cinco e morrer, pouco depois, do coração, num colapso causado talvez por hostilidade recalcada. Sempre suspeitei porém, que morre mesmo de tédio.”
Rollo May, in “O homem à procura de si mesmo”.Imagem