Repetição da mesma vida…

17 12 2009

“León estava cansado de amar sem resultado; além disso, começava a sentir o abatimento causado pela repetição da mesma vida, quando nenhum interesse a dirige e nenhuma esperança a anima. Estava tão entediado com Yonville e com os yonvillenses que a vista de certas pessoas, de certas casas o irritava a ponto de não poder aguentar mais; e o farmacêutico, por mais bonachão que fosse, se lhe tornava completamente insuportável. Todavia, a perspectiva de uma situação nova assustava-o tanto quanto o seduzia.”

Gustave Flaubert. Livro “Madame Bovary”.


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: