Segredos.

13 12 2009

“Oh! Não saberia explicar. Quando quero muito a alguém, não digo nunca o seu nome a ninguém. Seria como renunciar a uma parte dele. Aprendi a amar o segredo. Parece ser a única coisa que pode tornar-nos a vida moderna misteriosa ou maravilhosa. A coisa mais vulgar nos parece deliciosa, se alguém no-la oculta. Quando saio da cidade, não digo aos meus aonde vou. Se o fizesse, perderia todo o meu prazer. É um costume ridículo, confesso-o, mas, de certo modo, parece romantizar-nos grandemente a vida.”

Oscar Wilde. Livro “O retrato de Dorian Gray”.


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: